SELECIONE SUA ÁREA DE ATUAÇÃO

Operadoras
de Saúde
Médicos, hospitais,
clínicas e laboratórios

Conhecendo a complexidade do processo de autorização para procedimentos médicos, a Orizon oferece soluções que simplificam a experiência do seu beneficiário no momento do atendimento, além de evitar procedimentos indevidos e futuras glosas.

nossas soluções:

Autorize Autorize saiba mais +

A Orizon entende o desafio da análise de contas médicas, por isso oferece soluções que reduzem o tempo do processo, aumentam sua eficiência e contribuem para a melhora do relacionamento com os prestadores.

nossas soluções:

Fature Fature Fature saiba mais +

O BPO (Business Process Outsourcing) é um serviço de transformação de processos, que disponibiliza as contas médicas em formato eletrônico, prontas para análise e pagamento.

Análises mercadológicas com base em dados do setor altamente qualificados, para oferecer às empresas consultoria na gestão de custos e na implementação de ações estratégicas que trazem vantagens competitivas frente à concorrência.

A Orizon facilita o acesso à saúde, oferecendo aos seus usuários descontos em uma grande variedade de medicamentos, que podem ser encontrados em uma ampla rede de farmácias credenciadas.

Estudos Farmacoeconômicos para a avaliação e direcionamento de investimentos.

Consulte os Estudos Farmacoeconômicos elaborados por nossa equipe técnica.

Conciliação eletrônica das contas médicas referentes aos serviços realizados pelos prestadores e faturados para as Operadoras de Saúde, que possibilita identificar de forma simples o que foi pago, as glosas e seus motivos, além das contas que ainda serão analisadas.

nossa solução:

Concilie saiba mais +

Selecione
sua área
de atuação

Empresas
indústrias
farmacêuticas

A Orizon facilita o acesso à saúde, oferecendo aos seus usuários descontos em uma grande variedade de medicamentos, além da possibilidade de desconto em folha e subsídios.

O Benefício Medicamento Orizon, que oferece descontos significativos em medicamentos, pode agregar valor ao seu produto e tornar-se um diferencial competitivo frente à concorrência.

Estudos Farmacoeconômicos com base no maior banco de dados da saúde suplementar, que auxiliam na avaliação de indicadores de saúde e contribuem para a eficiência do seu negócio.

Análises mercadológicas com base em dados do setor altamente qualificados, para oferecer às empresas consultoria na gestão de custos e na implementação de ações estratégicas que trazem vantagens competitivas frente à concorrência.

Região Sudeste lidera casos de câncer de pulmão no Brasil, com três capitais entre as que mais "fumam"

mai

2014

22

A Orizon – empresa líder em serviços para os segmentos de saúde, seguros e benefícios – elaborou um levantamento, pela passagem do Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado em 31 de maio. Pelo cruzamento com os dados mais recentes do Vigitel - Ministério da Saúde, a incidência de câncer de pulmão é mais frequente em regiões com maior número de pessoas que fumam.

O levantamento da Orizon constatou que a região sudeste lidera o estudo com 30 casos de câncer de pulmão para cada grupo de 100 mil pessoas. A região nordeste do país tem 28 por 100 mil, seguida muito de perto pelo sul com 26,2, o centro-oeste tem 16,2 e por último, com a menor proporção, está o norte com apenas 7,8 casos por 100 mil.

Os números são bastante significativos, já que as cidades de Belém e Manaus, segundo o Vigitel, têm um dos mais baixos índices de tabagismo no Brasil (Belém com 7,7% da população adulta e Manaus com 7%). Em contrapartida, a região sudeste, que lidera o levantamento da Orizon, tem três capitais entre as dez mais tabagistas do país: São Paulo em segundo lugar com 14,9%, Belo Horizonte em quarto com 12,8% e Rio de Janeiro com 11,7%.

A região sul que, pelo levantamento da Orizon tem um índice elevado de incidência de câncer do pulmão, tem as três capitais entre as mais tabagistas: Porto Alegre em primeiro com 16,5%, Curitiba em terceiro com 13,7% e Florianópolis com 12,4%.

O estudo da Orizon ainda concluiu que 29,6 por 100 mil pessoas com câncer de pulmão eram mulheres e 27,9 por 100 mil eram homens. A faixa etária com maior número de câncer foi constatada entre os que tinham entre 60 e 89 anos (237,4 por 100 mil), seguida dos que tinham mais de 90 anos (186,9 por 100 mil). Entre os 30 e 59 anos, foi de 27,9 por 100 mil e menos de 29 anos apenas 3,8 por 100 mil.

O superintendente de Negócios Corporate da Orizon, Leopoldo Veras da Rocha, conta que a base de dados para o levantamento foi de 3,9 milhões de pessoas, onde 1.119 casos foram tratados no ano passado com câncer de pulmão. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer de pulmão é o terceiro mais comum, apenas atrás do de mama e de próstata e em cerca de 90% dos casos a doença está associada ao cigarro.

Sobre a Orizon

A Orizon trabalha há mais de 15 anos para simplificar o setor da saúde, gerando mais eficiência e resultados para os clientes através de suas soluções em: Transformação de Processos, Conectividade, Benefícios em Saúde e Inteligência em Saúde.

Hoje, 1 em cada 3 usuários do sistema de saúde privado se beneficia com as soluções da Orizon. São mais de 18 milhões de pessoas conectadas a 130 mil prestadores e a 9.000 farmácias, efetuando mais de 140 milhões de transações por ano. Além disso, são processados mais de 40 milhões de sinistros e contas médicas anualmente, trazendo importante ganho operacional para os clientes.

Devido a esse grande volume de dados, a Orizon é capaz de gerar informações estratégicas para o mercado e assim auxiliar na tomada de decisão das empresas e agregar valor na gestão de saúde da população do país.